O DEMONOLOGISTA – ANDREW PYPER

 

o_demonologista_1471655684436578sk1471655684b

Titulo original: The Demonologist

Autor: Andrew Pyper

Editora: DarkSide Books

Ano: 215

Páginas: 328

 

SINOPSE: “A maior astúcia do Diabo é nos convencer de que ele não existe”, escreveu o poeta francês Charles Baudelaire. Já a grande astúcia de Andrew Pyper, autor de O Demonologista (DarkSide® Books, 2015), é fazer até o mais cético dos leitores duvidar de suas certezas. E, se possível, evitar caminhos mal-iluminados. O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo – principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas uma boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma. Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.

Esse livro é uma verdadeira incógnita para mim, pois, embora tenha gostado dele em algumas partes no geral ele me decepcionou, eu esperava muito mais dessa história e no final do livro fiquei com aquele sentimento de decepção.

O protagonista da história David Ullman é um professor especialista na figura do diabo extremamente cético, para ele não existe Deus e nem diabo e nem nada desse tipo, as religiões para ele nada significam e não passam de mitologias e crenças antigas. Somente quando se vê frente a frente com algo sobrenatural ele começa a duvidar de suas próprias crenças e começa a se questionar sobre em que ele realmente acredita.

A minha impressão de leitura é que este livro é daqueles que apresentam um duplo sentido, e que devem ser interpretados, ou seja, ele não é somente a história que está escrita, mas também aquela que podemos inferir a partir da leitura do livro. Para mim David é um personagem com muitos problemas psicológicos e diversos traumas familiares. À medida que vamos conhecendo um pouco mais sobre a história dele vamos percebendo que a mente dele é bastante perturbada. A filha dele Tess também é uma personagem muito interessante na história.

O livro é baseado na obra Paraíso Perdido de Jhon Milton, embora eu ainda não tenha lido esta obra, pelo que pesquisei tem muito mais a ver com a história do que aparenta. Particularmente achei o enredo da história com o Código da Vinci de Dan Brown, não tem como não comparar, á muita semelhança entre as duas obras. Em alguns momentos durante a leitura eu fiquei cansada, os diálogos entre David e sua melhor amiga Elaine eram muito chatos e cansativos, e a parte dos demônios realmente não me convenceu.

Por fim, esse é um livro que divide opiniões, sem dúvida ele faz o leitor refletir muito sobre o que o autor pretendeu realmente ao escrever esta história, mas não foi um livro que eu tenha gostado muito. Gostei bem mais de Os Condenados e recomendo que aqueles que leram o Demonologista e não gostaram leiam Os Condenados é uma ótima leitura.

 

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *